Linha do tempo

		
Sobre a linha do tempo
entre 2011 e 2013
Setembro de 2014
entre 2014 e 2016
Ciclo 2018+2019
Ciclo 2019+2020
Ciclo 2020+2021

Sobre a linha do tempo

Uma imagem vale mais do que mil palavras, como diz o provérbio chinês. Foram muitos aprendizados, trocas, sabores e afetos vivenciados ao longo dos tantos anos de existência da CSA SP, que ficaria difícil descrever apenas em palavras. Por isso decidimos, em um movimento de resgate da memória afetiva da nossa comunidade, criarmos uma linha do tempo com imagens na qual são retratadas os principais ciclos que passamos enquanto comunidade até o momento presente. Tentamos com esse exercício resgatar as raízes de nossos ancestrais que possibilitaram o encontro de cada membro que forma nossa comunidade, bem como as sementes que foram lançadas e os frutos colhidos.

***

Em um momento de isolamento e distanciamento social, que o contexto atual nos exige, essa linha do tempo foi sugerida por um de nós com o intuito de nos re-aproximarmos – ainda que virtualmente – e de nos acolher – como um abraço visual – para que possamos, por meio da fotografia, sentir as cores e sabores dos alimentos que cultivamos e recebemos e sobretudo manter acessa a chama de comun+unidade.

***

Recadinho: estamos migrando nossa linha do tempo para um perfil no Instagram e faremos isso pouco a pouco. Por isso, ter convido a seguir o perfil @milpa_csasp.info.

entre 2011 e 2013

 

Entre 2011 e 2013, como integrantes da CSA Demetria, não sentiamos a necessidade de computar dados relacionados ao impacto positivo que gerávamos para a Horta do Marcelo. Por isso, dessa época, os registros que temos se restringem ao histórico de quanto cada um de nós pagava. Ou seja, não temos como avaliar o impacto global da prática da CSA para a Horta do Marcelo.

 

Setembro de 2014

 

Embora desde 2011 alguns de nós já estivessem recebendo alimentos da Horta do Marcelo, consideramos a aquisição da kangoo como marco inicial das atividades da CSA SP tal como a conhecemos hoje, o que remete a setembro de 2014.

Recadinho: estou começando a transferir nossa linha do tempo para uma página no Instagram. Por isso, pouco a pouco, ao percorrer essa linha do tempo você vai encontrar bugs. Caso queira acompanhar nossas postagens no Instagram, procure por @milpa_csasp.info.

entre 2014 e 2016

 

A aquisição da kangoo em setembro de 2014, foi o marco inicial de nosso compromisso com a transparência e a prestação de contas. Por isso, desde então, estamos familiarizadas com a organização de dados que comprovam quanto do dinheiro que movimentamos foi usado para a geração de renda para agricultores familiares.

***

Entre setembro de 2014 e agosto de 2015,

movimentamos aproximadamente 73 mil reais. Desse total, 45% por destinado aos agricultores, 51% para a kangoo e 4% foi destinado a doações para outras iniciativas.

Entre setembro de 2015 e agosto de 2016,

movimentamos aproximadamente 111 mil reais. Desse total, 70% por destinado aos agricultores, 20% para a kangoo e para a logística como um todo, 3% à doações para outras iniciativas e 7% à gestão e gerenciamento das nossas atividades.

Entre setembro de 2016 e agosto de 2017,

movimentamos aproximadamente 113 mil reais. Desse total, 70% por destinado aos agricultores, 21% para a kangoo e para a logística como um todo, 2% à doações para outras iniciativas e 7% à gestão e gerenciamento das nossas atividades.

Ciclo 2018+2019

 

As ações do ciclo 2018+2019 também foram 100% viabilizadas com recursos dos próprios membros da CSA SP, desta vez testando a lógica da formação da placenta.

Usamos o termo “placenta” para nos referir as pessoas que aceitam contribuir financeiramente para uma ação, sabendo que parte das suas contribuições será destinada para o agricultor e parte irá subsidiar uma agenda técnica.

Quem assume a agenda técnica junto ao agricultor é sempre um membro da CSA SP e não um consultor externo. Esse membro atua em dois papéis: no papel de coprodutor e no papel de facilitador/tutor.

Como não temos um CNPJ, não acessamos recursos de editais.

Ou seja, nada do que está sendo reportado nesse relatório foi resultado de projetos financiados com recursos de editais!

Então, para acolher novos produtores sempre dependemos exclusivamente da nossa capacidade de auto-organização e nosso engajamento social.

E, como a experiência nos ensinou que não é óbvio que os agricultores que nos procuram já vivenciem rotinas de escritório relacionadas ao planejamento de ciclos de plantio e colheita, e que também não é óbvio que eles já estejam familiarizados com rotinas administrativas relacionadas a gestão de fluxos de caixas, optamos por trilhar um percurso de transferência de tecnologia baseado em processos de aprendizados tutorados e não em cursos baseados em aulas expositivas.

Por isso, a formação da placenta é usada como um dos indicadores de viabilidade técnica e econômica de nossa agenda junto aos agricultores que nos procuram: é a placenta que garante recursos para que o “percurso do agricultor” seja subsidiado por nossa própria comunidade. Para saber mais sobre o percurso trilhado no acolhimento de novos agricultores, clique aqui.

***

Entre setembro de 2018 e agosto de 2019,

movimentamos aproximadamente 94 mil reais. Desta quantia, 67% foi destinada aos agricultores, 14% à kangoo e à logística como um todo e 19% para o desenvolvimento de nossas atividades.

Ciclo 2019+2020

 

Em elaboração

Ciclo 2020+2021

(em elaboração)

Contato

Se o bairro ou a cidade em que você mora não aparecer na lista, escolha a opção ‘Quero começar uma CSA’. Na mensagem, informe o nome do bairro e/ou da cidade.

Menu